BySoft



GASTOS MUNDIAIS COM TI DEVEM CRESCER MENOS DE 4% NESTE ANO

Os gastos mundiais das empresas com TI devem totalizar US$ 3,8 trilhões neste ano, o que representa expansão de 3,7% em relação ao ano passado, segundo projeção do Gartner. Apesar disso, a consultoria reduziu a expectativa de crescimento em 0,9 ponto percentual, sendo que, na comparação com 2010, cuja alta foi de 6,9%, este ano mostra uma desaceleração nos quatro maiores segmentos de tecnologia – hardware, software, serviços e equipamentos de telecomunicações.
 
A queda é atribuída à crise na zona do euro e ao impacto das recentes enchentes na Tailândia, onde se concentra a produção de grande parte dos equipamentos de tecnologia, em especial de discos rígidos, o que deve afetar a fabricação de PCs em todo o mundo. "Os suprimentos de discos rígidos serão reduzidos em 25%, talvez mais, nos próximos seis a nove meses”, explica o vice-presidente de pesquisa do Gartner, Richard Gordon. A reconstrução das fábricas também vai consumir recursos e deve impactar a receita das empresas do setor.
 
Segundo o Gartner, o segmento de equipamentos de telecomunicações é o que deve registrar a maior alta. A expectativa é que ele movimente US$ 475 bilhões, o que, se confirmado, representará um crescimento de 6,9% em relação ao ano passado. A área de software corporativo aparece em segundo lugar, com crescimento estimado de 6,4% e faturamento de US$ 285 bilhões, seguida de hardware, que deve crescer 5,1% e movimentar US$ 424 bilhões.
 
Os dados da consultoria chamam atenção para o segmento de serviços de TI, uma das mais críticas. No ano passado, ele registrou alta de 6,9% e faturamento de US$ 848  bilhões. Este ano, no entanto, o crescimento cairá para menos da metade – 3,1%, ou US$ 874 bilhões.
 
FONTE: TI Inside



 

Telefone: +55 (11)3585-6000 ou +55 (11)3900-2310| DDG: 0800.722-4474 |
Fax: +55 (11)3585-6049
Atendimento: Segunda à Sexta-Feira, das 9h00 às 18h00.